0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

Na sua obra Faminto por Mais de Jesus (CPAD), David Wilkerson afirmou: “As igrejas estão sendo invadidas pelo adultério, divórcio, rock ‘evangélico’, psicologia antibíblica e ensinamentos da Nova Era. Muitos jovens crentes estão se voltando para as drogas e o sexo ilícito, tentando preencher o vazio de suas almas. Isso acontece porque muito do que se diz em nossos púlpitos, quando muito, serve apenas para nos agradar. Os sermões não são substanciais e nem difíceis de se engolir. Na verdade, são ‘divertidos’. As histórias são bem contadas, as aplicações fáceis e práticas, e nada do que é dito chega a afetar os ouvintes”.

Na Assembleia de Deus, da qual sou membro desde 1985, o assunto era “A Década da Colheita”, um ousado projeto de evangelização. Lembro-me, com saudades, de como eram as pregações, em 1992. Não havia espaço para olhe-para-o-seu-irmão-e-diga-isto-e-aquilo. Praticamente, não existiam animadores de auditório! Os principais pregadores dos eventos assembleianos de grande porte expunham as Escrituras com graça e sabedoria, tendo como objetivo agradar ao Senhor Jesus.

O falso evangelho que muitos líderes e pregadores abraçaram, nos Estados Unidos e no Brasil, os leva a pensar que sempre estão certos pelo fato de declararem que são abençoados e prósperos. Eles se consideram triunfantes, não porque obedecem à Palavra de Deus, e sim porque “decretam” a própria vitória. O seu triunfalismo os impede de triunfar verdadeiramente. E a sua soberba os distancia do Deus excelso (Sl 138.6). Tomando como base as palavras de David Wilkerson, em 1992, o que podemos esperar da igreja brasileira? Como será a sua pregação daqui a mais cinco, dez ou vinte anos? A iniquidade se multiplica, e o amor de muitos esfria, como previu o nosso Senhor (Mt 24.12).

Esse texto acima é parte do artigo escrito pelo pastor Ciro Sanches Zibordi para o site da CPAD. Ciro é também escritor, membro da Casa de Letras Emílio Conde e da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Autor de vários livros, entre eles, o best-seller “Erros que os pregadores devem evitar”.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×