0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

A campanha funciona como uma corrente em que pessoas são desafiadas a compartilhar uma passagem bíblica, podendo ser apenas um versículo, em forma de vídeo na rede social. Caso a pessoa desafiada não publique o vídeo em 24 horas, o desafio diz que ela deve presentear quem a desafiou com uma Bíblia nova. Com as hashtags #EuNãoMeEnvergonhodoEvangelho, #LançaiaPalavra, #LançandoaPalavra e #DesafioBíblico milhares de vídeos têm sido publicados no Facebook.

Campanha ‘Eu não me envergonho do Evangelho’ divide opiniões

A campanha já tomou grande proporção, mas começou com um grupo de jovens católicos de Santa Catarina. O primeiro vídeo foi publicado pelo padre Ederson Iarochevski.

Mas, como toda corrente, nem todos concordam ou abraçam a ideia. Alguns cristãos publicam comentários dizendo ser fácil dizer não se envergonhar do evangelho na rede social, mas difícil fazer isso fora. Outros acham que embora seja um viral, a ideia não ajuda efetivamente na evangelização, ou seja, alcançar pessoas não-cristãs.

O pastor Edmilson Mendes publicou em seu perfil do Facebook um breve texto sobre a campanha. Ele elogia a publicação dos vídeos e comenta o impacto ainda maior que o desafio pode causar se passar a ser parte da rotina diária das pessoas. Confira o que o pastor disse:

E se esta multiplicação legal de vídeos em relação aos desafios “eu não me envergonho do evangelho” se expandisse? E se fosse além do face? Além de uns poucos segundos de uma rápida leitura e comentário bíblico?

Como disse, está muito legal assistir cada um, edifica, acrescenta e enriquece o conteúdo na rede social. Mas já pensou se o desafio passa a ser a rotina diária, natural, habitual? Cada um de nós sempre com uma palavra amiga e de esperança, vivendo o Cristo que cremos nos detalhes mais comuns da nossa vida?

Seja aonde for, com quem for e como for… Enfim, já pensou o impacto enorme que seria a sociedade perceber um número cada vez maior de pessoas transformadas de dentro para fora? Pessoas motivadas simplesmente em repartir, doar e ver multiplicar a felicidade real doada pela Vida que por todos nós um dia foi doada? Já Pensou?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×