0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×
Na noite do primeiro domingo do mês de março (02/03), a palavra de Deus foi ministrada pelo jovem Jefferson Fernandes de Faria. Ele fez a leitura em Números 13, utilizando-se de vários versículos.
Confira uma resenha* da mensagem
O povo de Israel estava sendo escravizado pelo Rei de Egito. Deus levantou Moisés para livrar o povo da escravidão. E assim fez Moisés. Doze homens foram selecionados pelo escolhido de Deus para conhecer uma terra que Ele prometerá ao seu povo. Eles foram, olharam tudo e voltaram dizendo que a terra era linda, que tinha frutos maravilhosos. Mas dez deles relataram que o povo que habitava aquela terra era poderoso (eram gigantes e fortes), e as cidades fortificadas e mui grandes.
Dois deles, porém, não olharam assim. Calebe, por exemplo, fez calar o povo perante Moisés, e disse: Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela.
A vida é assim, amados. Muitas vezes olhamos apenas para os gigantes, esquecendo-nos que mais a frente está a benção do Senhor para a nossa vida. A murmuração nos afasta da benção.
No início do ano passado testemunhei que havia passado no vestibular. Cheguei no trabalho, comuniquei ao chefe, ele ficou feliz, mas passou pouco tempo me mandou embora. Fiquei pensando no que fazer. Fui e me inscrevi em um concurso de bolsa universitária. Deus me honrou e consegui a bolsa. Outras dificuldades apareceram e gigantes se colocaram no meu caminho para me fazer desanimar da promessa que Deus tinha me dado. Mas eu tive FÉ. Em 2013 minhas notas foram todas acima de 7,5.
No meu novo trabalho, tudo passa pela minha mão. Eu sugo vencendo, em nome de Jesus. Os gigantes estão caindo por terra e aqui estou. Deus vela por nós.
Duas pessoas entraram na Terra Prometida. Eles acreditaram no Deus que é fiel. Maior é o Deus que está conosco do que os deuses e gigantes deste mundo.
Se o Senhor prometeu, amados, vai em frente.
*PS: Lembrando que a resenha é a reescrita de textos ou discursos, ou seja, utilizamos algumas palavras de nossa própria autoria, porém procurando manter a ideia principal do que foi dito.
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×