0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

O presbítero João Cirilo, durante o culto do domingo (20/12) fez uso da Palavra de Deus em João 3:16, que diz: Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu o seu filho unigênito para todo aquele que Nele crê não pereça mas tenha a vida eterna.

Confira uma resenha* da mensagem.

Há uma benção que temos alcançado. E precisamos refletir sobre esse versículo. Nicodemos era um mestre em Israel. Ele passou por vários processos para ser um mestre. Quando este teve uma conversa com Jesus não para afrontá-lo, mas porque ele tinha dúvidas.

Depois que o homem caiu no Jardim do Éden houve como recompensa o pecado no mundo, o pecado se tornou o senhor do ser humano. O salário do pecado é a morte, diz a palavra.

Posso fazer o que for; vender as fazendas; doar todo o meu dinheiro. Essas coisas não são passaporte para entrar no céu.

Jesus disse a Nicodemos que existia uma possibilidade sair da escravidão do pecado e esta seria o NOVO NASCIMENTO, que traz uma intima ligação com Deus. É como se você voltasse a ter a mesma ligação que Adão e Eva tinham com Deus.

Mas Nicodemos não entendeu. Pensou que o homem teria que voltar ao ventre da mãe. E Jesus explicou: aquele que não nascer da água e do espírito não pode entrar no Reino de Deus.

Aquele que nasce no evangelho de Cristo torna-se novo. O mundo lá fora está individualista e egoísta. Mas o Reino de Deus é coletivo. É nós. É amor e serviço ao próximo, ao necessitado. É necessário negar a si mesmo, tomar a cruz e seguir a Cristo. O Reino de Deus é justiça social.

Se tornar uma nova criatura é dizer: Senhor, não mais vivo eu, mas o Senhor vive em mim. E quando isso ocorre, você consegue discernir o certo e o errado. O Espírito Santo, que está dentro de você, te alerta, te ajuda, te consola.
A benção do novo nascimento é Cristo. É ter o seu nome escrito no Livro da Vida. Que benção supera isso? Nem a morte, nem os anjos, nem altura, nem profundidade… nada poderá nos separar desse amor lindo da ação de Deus, a de dar o seu próprio filho para a nossa redenção.

*Resenha é um resumo do que foi dito e entendido de um discurso ou texto por quem o escreveu, sem que o contexto se perca.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×